ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Abertura]

Até 2015

Fui ver ao dicionário de sinónimos
A palavra mais bela sem igual
Perfeita como a nave dos Jerónimos...
E o dicionário disse-me NATAL.
 
Perguntei aos poetas que releio:
Gabriela, Régio, Goethe, Poe, Quental,
Lorca, Olegário... e a resposta veio:
Christmas... Noël... Natividad...Natal...
 
Interroguei o firmamento todo!
Cobras, formigas, pássaros, chacal!
O aço em chispa, o «pipe-line», o lodo!
E a voz das coisas respondeu NATAL.
 
Cânticos, sinos, lágrimas e versos:
Um N, um A, um T, um A, um L...
 
Perguntei a mim próprio e fiquei mudo...
Qual a mais bela das palavras, qual?
Para que perguntar se tudo, tudo,
Diz Natal, diz Natal, e diz Natal?!

Começando com a Adoração dos Reis Magos, um conhecido quadro de Vasco Fernandes, o Grão Vasco (c. 1474 – c.1542), e versos do poeta português Adolfo Simões Müller (1909-1989), o Ciberdúvidas da Língua Portuguesa também assinala a chegada do Natal e de 2015, com votos de boas festas para todos os seus consulentes e colaboradores.

Contamos igualmente que o novo ano nos dê razão para confiar mais no futuro, porque 2014 não foi nada animador. Com efeito, condições financeiras precárias continuam a afetar este espaço, especialmente no tocante à sua capacidade de acompanhar o progresso dos meios de gestão de conteúdos em linha e de lançar projetos para a promoção da língua portuguesa, indo ao encontro de um público tão diversificado como é o da Lusofonia. Não obstante a generosa adesão de muitos consulentes ao apelo S.O.S. Ciberdúvidas – a quem, desde já, renovamos sinceros agradecimentos –, a nossa atividade regular de esclarecimento, divulgação e debate de temas da língua portuguesa mantém-se em risco e precisa urgentemente de mais apoios, de modo a assegurar o serviço gracioso e sem fins lucrativos que aqui se presta há praticamente 18 anos.

Mesmo assim, depois da pausa tradiconal desta época festiva, não deixaremos de retomar as atualizações do consultório e das demais rubricas no dia 5 de janeiro. Até lá, fica bloqueado o formulário para envio de perguntas, embora continuemos a publicar material que aguardava publicação ou cuja atualidade merece divulgação. Para assuntos que não digam respeito a dúvidas linguísticas, agradecemos que comuniquem connosco pelos contactos aqui indicados.


 No consultório, referimo-nos à criação do termo simétrico de feminismo, ao latinismo consumanda, à expressão «nivelar por baixo», a uma variante de intervir, à etimologia de atónito, a um problema de concordância e ao uso de preposições com o pronome interrogativo quem.


 No programa Língua de Todos de sexta-feira, 19 de dezembro (às 13h30*, na RDP África; repetição em 20/12, às 9h10*), em foco o Dicionário Global da Língua Portuguesa – autoexplicativo com exemplos contextualizados (Lidel, 2014), da autoria de Jaime Coelho. O Páginas de Português de domingo, 21/12, às 17h00, na Antena 2, entrevista José Viale Moutinho sobre as Obras Escolhidas da Literatura Tradicional Portuguesa, obra que coordenou em edição do Círculo de Leitores em Portugal; é ainda convidada Dilza Ramos Bastos, chefe do serviço de biblioteca da Fundação Casa de Rui Barbosa, do Rio de Janeiro, para falar sobre a digitalização do Acervo de Literatura Popular em Versos.

* Hora oficial de Portugal continental, ficando também disponível via Internet, nos endereços de ambos os programas.


 Ciber EscolaA Ciberescola da Língua Portuguesa e os Cibercursos facultam acesso gratuito a materiais para apoio do ensino e da aprendizagem do português (língua materna e não materna) e organizam cursos para estudantes estrangeiros (Portuguese as a Foreign Language). pormenores no Facebook e na rubrica Ensino.

X

Ciberdúvidas da Líjngua Portuguesa :: 19/12/2014


Aberturas anteriores

Creative Commons License Os conteúdos disponibilizados neste sítio estão licenciados pela Creative Commons
[Destaques]
A etimologia de atónito
O significado da expressão «nivelar por baixo»
O pronome interrogativo quem com preposição
Concordância verbal com infinitivos com a função de sujeito
Entrevir = intervir
Prosódia dif. ortoépia "vs." ortofonia
Por uma campanha de alfabetização
de economistas, gestores e deputados
Ciberescola:
ensino em linha
SOS Ciberdúvidas

Mostra todas as respostas

Ajuda

RSS

Facebook

Aplicação

Ciber Escola Ciber Cursos