ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Abertura]

Ciberdúvidas da Língua Portuguesa já em plena atividade

Retomando a plena atividade, voltamos neste dia a esclarecer dúvidas sobre o uso e o funcionamento da língua portuguesa. Entre as questões chegadas ao consultório, relevamos:

gíria e tecnoleto: qual a diferença?

– «vestir as joelheiras»: estará correto?

– que preposição usar com os verbos pesquisar, consultar e assessorar?

– como se faz o plural de adjetivos compostos referentes a cores (p. ex., vermelho-metálico)?

– os nomes escandinavos Haakon, Halsten e Ragnvald terão aportuguesamento?

Nas restantes rubricas, mantêm-se as atualizações, e assim:

– nas Controvérsias, divulgamos a discussão gerada pelo uso da forma "precaridade", em lugar da forma regular precariedade: será a sua atestação num ou dois dicionários razão suficiente para ser aceite? E se puder ser admitida, será esta forma correta? Protagonizam a polémica o diretor-geral do Tribunal de Contas português, o jornalista Wilton Fonseca, o provedor do leitor do jornal Público e as professoras Sandra Duarte Tavares e Sara Leite.

– no Pelourinho, os erros não sossegam, e Paulo J. S. Barata dá conta dum equívoco à volta do emprego do adjetivo dessossegado.

Ciberdúvidas da Língua Portuguesa :: 02/09/2014


Aberturas anteriores

Creative Commons License Os conteúdos disponibilizados neste sítio estão licenciados pela Creative Commons
[Destaques]
Razões q.b. para recusarmos o barbarismo "precaridade"
Gíria e tecnoleto
O plural de adjetivos compostos referentes a cores
O aportuguesamento de alguns nomes escandinavos
«Calçar/vestir/pôr joelheiras»
O uso da preposição sobre com pesquisar, consultar e assessorar
Substantivo primitivo e substantivo composto (terminologia brasileira)
A sintaxe de realizar-se (= «acontecer, haver»)

Mostra todas as respostas

Ajuda

RSS

Facebook

Aplicação

Ciber Escola Ciber Cursos